quarta-feira, 2 de março de 2011

Em caminhos tortos


E todos esperamos um belo dia,
uma segunda chance...
quem sabe apenas o momento exato
para se voltar pra casa.
Perdemo-nos por caminhos tortos,
desviamo-nos por um outro lado,
quando só queria-se então
chegar mais perto daquilo que é certo
e afastar-se do lugar errado.
Numa existência efêmera,
de uma forma triste,
tudo em si consiste em pequenas horas;
um olhar distante, levando por instantes
o que nos trouxe outrora...
e que outrora fomos
e que já não somos,
pois enfim mudamos... transformamo-nos
em metamorfoses de uma tal quimera,
o que em outros tempos era
simplesmente nós...
Nós... diferentes e de certa forma iguais;
todos perdidos e pobres mortais,
almejando um dia, quem sabe apenas,
um lugar de paz...
um lugar ao sol, o sétimo céu...
os braços de um anjo
e nada nefasto para além do véu.
E quem sabe o belo dia que esperamos
chegue mais depressa
e que nenhuma promessa
seja assim em vão.
Quem sabe...
tudo se cumpra como num sonho;
e quem sabe...
os passos deixados sejam então notados
como deveras fomos,
sem maquiagem, nem deformação,
apenas o que são as cicatrizes
dessa então viagem;
de uma passagem curta
em um mundo louco;
nem assim de mais, nem assim tão pouco...
simplesmente nós...
perdidos... á espera de quem sabe um dia
só voltar pra casa.

"Uilton David"

3 comentários:

Camila disse...

Queria ter os pensamentos e o dom de escrever como tens! adoro seu blog, parabéns!
Se quiser dar uma força, um toque, sei la ta ótimo, ou ver pelo menos: http://myblogmihvargas.blogspot.com/

Adriana Cruz disse...

nossa parabéns muito lindo esse.

Lu disse...

BEM ESTIVE AQUI VI SEU TRABALHO,FIQUEI EXTASIADA DIANTE DE POEMAS TAO BELOS!!!
OBRIGADO POR NOS PRESENTEAR,E NOS MOSTRAR QUE O MUNDO PODE SER MELHOR QUE REALMENTE É.
BASTA TERMOS OLHOS BELOS PRA CONSEGUIRMOS VSUALIZAR SUA BELEZA!!!BJIM...

Postar um comentário