terça-feira, 3 de julho de 2012

[...]



E assim, como num susto, nos damos conta de que o tempo passou. A vida tomou seu percurso como se seguisse, sem nem perceber, o leito do rio calmo e a perder de vista. Mas ainda olhamos para trás uma vez ou outra e tudo se foi, como as arvores que passam velozes pela janela do carro, nos dando a impressão de que não saímos do lugar, enquanto tudo em volta corre. Os dias são como milhas percorridas e, estamos cada vez mais perto do lugar para onde estamos indo... Que lugar é esse? Isso eu não sei ao certo. Isso cada um terá que descobrir sozinho. Talvez seja o tal paraíso prometido; um recanto do Éden, uma estrela. Talvez esse lugar seja mesmo dividido por cores, e classes, e crenças, e sexo... Ou talvez, do lado de lá, sejamos apenas humanos.



"Uilton David Santos"

1 comentários:

Dalila Carvalho disse...

Tenho tomado a liberdade de compartilhar com meus amigos e minha filha, seus escritos.. Todos recheados de beleza, sensibilidade,esperança, amor, otimismo e mto mais..parabéns.. Não ha um texto, um poema um escrito seu que não seja perfeito.. Obrigada por permitir que tenhamos esse prazer- Ler o que escreve. Obrigada.

Postar um comentário